Colégio Adventista de Chapecó

Unidade - Chapecó

Chapecó - SC

Sobre a Escola

Histórico da Escola Adventista de Chapecó 

A ESCOLA ADVENTISTA DE CHAPECÓ foi um sonho da Sra. Conceição Ferreira, pioneira da Igreja Adventista do Sétimo Dia de Chapecó. O seu filho, Sr. Moisés Ferreira deu o primeiro passo para a realização desse sonho doando dois terrenos para a construção da igreja e da escola. 

 

          Para a elaboração do histórico da escola, entrevistamos uma das primeiras professoras atuantes na fundação da ESCOLA ADVENTISTA DE CHAPECÓ (Glenda Shimtz Brum de Oliveira Figueiró), juntamente com os colaboradores da igreja (alguns ainda tem seus filhos estudando na escola, outros já os seus netos), Sálvio e Valdeli Heck; Lauri e Salete Lenz; Adamastor e Arlete Mafessoni; Davi e Loraci Brum. Eles nos forneceram dados relevantes. 

           Devido a vários fatores, os projetos para construção das primeiras salas de aula da  EAC precisaram ser adiados até 1983, quando sob a  direção do Pastor Jairo Prego (in memória), os fundamentos de três salas de aula foram lançados, juntamente com os fundamentos da nova Igreja Adventista, que se fazia necessária devido ao seu crescimento. 

           As salas ficaram prontas, mas somente em 1988 a ESCOLA ADVENTISTA DE CHAPECÓ, se tornou realidade e nesse mesmo período foi construído um espaço para a administração escolar, Em março desse mesmo ano, a escola recebeu seus primeiros oito alunos, que foram recebidos pela então professora e diretora: Eva Cidral. 

           As séries iniciais foram implantadas progressivamente até 1991, quando surgiram a 3ª e 4ª série do antigo primário (hoje, ensino  fundamental). Nessa época, as dimensões da escola já eram pequenas para a quantidade de alunos e uma sala construída para a utilização de um departamento da igreja - ADRA (Assistência social aos carentes) que precisou ser ocupada pela escola. 

           Para a época e contexto social da cidade, não se construíam escolas particulares com outra denominação ou filosofia se não a católica (Colégio São Francisco, hoje Marista), então a pedido também de denominações evangélicas, foi ampliado o espaço físico da escola, para atender a demanda de alunos interessados pelos novos métodos propostos pela instituição em questão. Por esse e muitos outros fatores, em 1993 foi dada entrada na secretaria de educação  do município o projeto para a implantação de 5ª a 8ª série, tornando-se assim uma escola de primeiro grau completo (hoje ensino fundamental organizado). 

           A necessidade de crescimento não parou por aí. Como o espaço físico lateral era pequeno, o então pastor Izaque dos Santos e sua esposa, diretora da escola Silvoneide dos Santos, juntamente com a igreja, decidiram "crescer para cima", com um projeto arrojado e moderno na arquitetura nacional, prédio edificado através de uma base com pré-moldados no próprio local. Em outubro de 1994, a escola mudou-se para um prédio alugado e a "escolinha" como era carinhosamente chamada, foi demolida em sistema de mutirão pelos membros da igreja e alguns pais de alunos. No mesmo ano, só existiam alguns furos e muitos buracos no atual local da escola. Mas isso não abalou a fé e confiança dos novos administradores, o diretor Paulo Borba e sua esposa (secretária da época) Leda Borba, e seus colaboradores. Os  professores que foram contratados para o ano letivo, ficaram apreensivos por não  terem suas salas prontas para ornamentarem  como de costume, começaram suas reuniões pedagógicas de planejamento na igreja ao lado. Foi muito curioso o número de visitas recebidas para conhecerem a nova escola da cidade; vários desses visitantes matricularam seus filhos,  por acreditar que seria um espaço ideal para a aprendizagem deles e testemunhas  comprovam esse fato até hoje. Todos da comunidade escolar foram se adaptando enquanto os pedreiros continuavam a completar as paredes no novo espaço de trabalho e convivência. 

          Com as chuvas constantes parecia impossível a conclusão a tempo para o início do ano letivo. Mas, com a ajuda de Deus e da comunidade escolar e igreja, as aulas começaram na data estipulada, no dia 17 de fevereiro de 1995 (ainda em construção), sendo que neste mesmo ano a escola cresceu em qualidade de ensino, pois teve seu quadro de professores e funcionários ampliado de forma notável e um considerável aumento de alunos, todos empolgados para trabalharem e estudarem na "escola nova" como se referiam à mesma. 

          O processo de conclusão da construção seguiu durante todo o ano, sendo concluído no final de 1996, ano em que foi realizado um culto de ação de graças em honra ao nome Glorioso de DEUS, pela proteção e cuidado com cada pessoa que trabalhou na construção, isso aconteceu no programa em conjunto com a igreja, numa cerimônia que emocionou a todos. 

          A realização do sonho da Sra. Conceição Ferreira  em parte se concretizou no dia da inauguração da escola, como foi lembrado pelo diretor Alfredo Ferreira e sua esposa Myrna Ferreira (na época professora de Português), em outubro de 1996, em um ato solene, que contou com a presença de autoridades particulares, municipais e religiosas  da entidade mantenedora na pessoa do professor Lourisnei Lopes Fortes e outros, prefeito, secretários da educação, banda da polícia militar, o coral infanto juvenil da escola e o da Escola de Videira, Conjuntos Musicais da Igreja Adventista; pais e alunos, antigos diretores e professores, primeiros alunos e suas famílias, fundadores da igreja e escola. 

         Porém, segundo os professores e administradores o sonho prossegue, a exemplo, a partir de 2002, devido o aumento  de alunos e o pouco espaço destinado a Educação Infantil, a escola adquiriu uma casa ao lado da atual construção, uma área ampla e arejada, a qual foi totalmente reformada e adaptada para o funcionamento de uma linda escola para os novos alunos; sendo uma conquista da  diretora Dolores Souza da Rosa. O novo espaço possui 5 salas de aulas e 1 sala de vídeo, banheiros adaptados e um lindo parque, todo revestido com grama sintética, 1 casinha de madeira, refeitório. Possui espaço para canteiros atrás da escola e área coberta para os momentos de recreio e recreação quando chove; tudo preparado para contribuir para um excelente aprendizado para as crianças. 

         O ano de 2004 foi marcado por mudanças tecnológicas. O diretor Gladmir da Veiga Santos firmou uma parceria com a Uniderp (educação de ensino superior à distância) a qual proporcionou a formação acadêmica de aproximadamente dez funcionários da escola. Nesta época foram colocados armários novos nas salas e foram implantadas salas-ambientes, inovando a prática pedagógica da escola. A comunidade escolar fortaleceu esta parceria com a escola para que isso acontecesse.  

         No período de 2006 ao inicio de 2009 a escola foi administrada pelo professor Fernando Furtado. Com a transferência do diretor Fernando, assumiu interinamente a direção da escola a professora Solange Aduviri Marca a qual marcou seu mandato com belas programações como dia das mães, dos pais, cantata da criação em julho, conquistando a todos com sua forma simpática e carinhosa de tratar tanto os funcionários quanto os pais dos alunos. 

        O professor Sebastião Damaceno Filho chegou em  setembro de 2009, com dinamismo e espírito de inovação e mudança. Uma das primeiras mudanças foi a revitalização dos banheiros, com a troca completa de pisos, azulejos, portas e pintura. A reforma da fachada da escola está dentro dos planos de ação para a sua gestão em Chapecó. A recepção escolar recebeu reformas significativas para melhor recebimento do público que é atendido por este segmento escolar. As atividades espirituais, pedagógicas, culturais e sociais receberam uma atenção especial com o intuito de valorizar o funcionário como parte integrante e importante de todo o processo sócio-educativo, desta forma pode-se notar um melhor desempenho nas funções, tanto acadêmicas como de apoio ao serviço escolar. 

          Uma das mais significativas áreas de utilização da escola é a Biblioteca. No dia 17 de março de 2010 a Escola Adventista de Chapecó prestou uma homenagem especial ao Sr. David João Brum Figueiró, tornando-o patrono da biblioteca, este evento aconteceu por ocasião do culto de Ação de Graças, realizado pelo Pr. Douglas Menslin, departamental de educação da União Sul Brasileira, juntamente com as professoras Ireny Ricken, Departamental de Educação da Associação Catarinense e Dolores da Rosa Coordenadora Pedagógica do campo. Foi uma ocasião de muita emoção e alegria que veio reforçar a responsabilidade da escola como meio de salvação para os alunos.                                                                                                                                          

           David João Brum Figueiró foi um dos pioneiros que lutou para ver o crescimento e desenvolvimento deste estabelecimento. O sonho de ter uma Escola Adventista para os filhos estudarem, não se realizou para os filhos, mas os seus netos puderam desfrutar das bênçãos dessa escola.  

            No ano de 2011 com a transferência do diretor Sebastião Damaceno, assumiu a direção o Profº Valdir R. Dos Santos, que veio para somar com o grupo de funcionários, em favor do crescimento da escola. 

            No mês de Setembro de 2012 assumiu a direção da escola a professora Marlene Noronha Gnoatto. 

            Hoje a escola oferece Turno Integral, Educação Infantil e Ensino Fundamental I e II. Conta com 330 alunos, 36 funcionários, que se mantém mediante o grande objetivo de formar cidadãos que possam fazer a história e tornar sonhos em realidade, praticando a Educação baseada na Filosofia Adventista de Ensino. Procurando alcançar os objetivos de qualificação docente, formação integral do educando para que sejam honestos, retos, cumpridores de seus deveres e capazes de construírem a história, e não apenas contemplá-la. 

            Assim a Escola Adventista de Chapecó prossegue com a sua grande missão de ensinar com qualidade, lembrando que “a maior necessidade do mundo é de homens, homens que não se comprem e não se vendem e que não temam chamar o pecado pelo seu nome, homens que sejam fiéis a Deus como a bússola é ao pólo.” Com este pensamento esta escola está comprometida com a mais elevada educação, dadas aos alunos com o objetivo de encaminhá-los aos pés de Jesus Cristo rumo ao lar celestial. 

           Escola tem como visão: "TODO SER HUMANO, POR TER SIDO CRIADO A IMAGEM E SEMELHANÇA DE DEUS, É UM SER ÚNICO, DIGNO E CAPAZ". 

           E como missão: ”TENDO EM VISTA QUE O PECADO CRIOU UMA BARREIRA ENTRE O SER HUMANO E DEUS, A EDUCAÇÃO ADVENTISTA VISA RESTAURAR NELE A IMAGEM PERDIDA, ATRAVÉS DA FORMAÇÃO DO CARÁTER ÍNTEGRO E RETO,  TORNANDO-O  UM  BOM  CIDADÃO". 

           Em 2013 a nossa querida Escola Adventista de Chapecó estará completando 25 anos ( BODAS DE PRATA) com certeza temos muito a agradecer a Deus por ter cuidado da escola até aqui, por ter capacitado as pessoas que por aqui passaram: administradores, professores e colaboradores, pois cada um se doou e do seu jeito contribuiu para o crescimento da mesma.